ARQUITETURA DE ILUMINAÇÃO ************* http://www.angelaabdalla.com.br/ *********** PROJETOS LUMINOTÉCNICOS

terça-feira, 6 de abril de 2010

Iluminação de Hospitais: Humanizando ambientes








CUIDADOS FUNDAMENTAIS

É impossível falarmos da luz sem falarmos das cores.Ambas interferem nas sensações do ser humano que responde tanto ao ritmo dos sons,quanto às pulsações da luz,às cores e a diminutas variações de temperatura (Ferguson - 1980). Luz e cor dão caráter ao ambiente e não existe fórmula mágica. A luz deve possibilitar que as atividades humanas ocorram com maior conforto e segurança.

EFEITOS NEGATIVOS

Deve-se evitar os seus efeitos negativos ao iluminar os ambientes para conforto dos pacientes e dos funcionários, qualificando os campos para as atividades que ali devem ocorrer, dentro de princípios fundamentais de luminotécnica.Não se pode esquecer que o campo de visão de um paciente acamado é o teto e a luz direta é fonte de desconforto ocasionando ofuscamento. A iluminação deve ser indireta e a luminária ser adequada a tal campo de visão.
Lâmpadas e luminárias tem que ter um perfeito casamento.Nem todas as luminárias podem receber lâmpadas eficientes.Este é um dos erros mais comuns,depois do famoso apagão.
Muitos dos efeitos da luz influenciam biológica e psicologicamente o indivíduo.Podem causar fagiga, distorção da visão, redução da produtividade, cansaço, alteração no ciclo circadiano e estresse ao sistema visual(nervo ótico). Os efeitos são entre outros:

a)brilho excessivo da fonte de luz (alta luminância);
b)refletância de uma fonte de luz sobre uma superfície brilhante;
c)contraste excessivo entre os pontos de luz e sombra;
d)tamanho e posição inadequados da fonte de luz;
e)tempo de exposição à alta luminância;
f)iluminância baixa em áreas com superfícies com cores saturadas;


O layout, tipo de ambiente e a funcionalidade devem ser considerados e não simplesmente atender às normas distribuindo luminárias. O campo de trabalho deve ter luz adequada às necessidades do usuário.

SUBSTITUIÇÃO DE LÂMPADAS

Um dos problemas que se observa com frequencia é a substituição de lâmpadas. Reatores e lâmpadas devem ser compatíveis. Muitas vezes, por não serem encontradas no mercado ou por haver interesse em reduzir consumo, substitui-se lâmpadas incandescentes por fluorescentes compactas em luminárias que não foram projetadas para este tipo. Ocorre ofuscamento devido ao bulbo exposto, além do que, a lâmpada não tem aproveitamento, porque seu desenho de luz não é compatível com a luminária.

VARIAÇÕES DE LUZ

Os padrões uniformes desinteressantes e monótonos da luz branca interferem psicologicamente.Portanto, sempre que possível, variações de luz devem ser introduzidas, pois podem melhorar o ânimo das pessoas.Convém que algumas áreas sejam projetadas cuidadosamente mais claras que outras. Uma luz de destaque direcionada para objetos artísticos ou para algo interessante pode proporcionar uma atmosfera "qualitativa", modificar o caráter do ambiente e reduzir a monotonia.

Fonte: Lume Arquitetura - por Marilice Costi

Nenhum comentário:

Postar um comentário