ARQUITETURA DE ILUMINAÇÃO ************* http://www.angelaabdalla.com.br/ *********** PROJETOS LUMINOTÉCNICOS

domingo, 25 de abril de 2010

Iluminação Esportiva
























Pré-avaliação


Antes de iniciar o projeto luminotécnico de um estádio é preciso conhecer suas características físicas, a começar pelas dimensões da área de jogo.
O mais importante é uma visibilidade sem obstrução visual dos jogadores e dos objetos do jogo.Por isso, o segundo passo é verificar se há arquibancadas. A partir daí, avalia-se possíveis locais para instalação de postes ou estruturas para fixação dos projetores. No caso de uso de postes, estes devem sempre ficar atrás das arquibancadas. Em estádios com amplas áreas cobertas - como se tem visto nas últimas copas - as altas torres de iluminação já não são mais adotadas e, neste caso, os projetos luminotécnicos tem o cuidado de integrar todo o equipamento à arquitetura da construção.
Uma vez estudada a arquitetura do local, é preciso então saber que atividades serão desenvolvidas:treinamento ou competição. Isso vai determinar as variáveis que entram nos cálculos luminotécnicos.
No que diz respeito a índices de iluminamento e temperatura de cor,atualmente, é fundamental também saber se o espaço servirá a transmissão televisiva, porque câmaras exigem níveis mínimos para captação. Caso exista probabilidade de atividades televisionadas, será necessário conhecer o posicionamento previsto para as câmaras, pois elas dependem diretamente de uma boa iluminância vertical.

Visibilidade

Os critérios de visibilidade são: contraste, estado de adaptação do olho, ausência ou restrição de ofuscamento, tamanho aparente do objeto e velocidade aparente do objeto.
O contraste entre jogadores e objetos do jogo contra seu fundo é de primordial importância.
O estado de adaptação de olho determina a visibilidade ao contraste.
O ofuscamento pode ser extremamente prejudicial, chegando a interferir no desempenho dos jogadores ou atletas.
No que diz respeito ao tamanho do objeto e sua velocidade aparente, quanto menor ele for e mais rápido seu deslocamento, maiores serão as exigências para o contraste, estado de adaptação e ofuscamento.

Luminância e Iluminância

A luminância depende do fluxo incidente e da refletância. As superfícies refletantes são:o objeto do jogo, a vestimenta do jogador, a superfície do campo ou da quadra, a arquibancada e os espectadores.
Uma vez que as superfícies horizontais são prevalescentes para quase todos os esportes, a iluminância horizontal - que influi no estado de adapatação do olho - é o primeiro fator a ser considerado para a boa visibilidade. Porém, outros fatores, como a iluminância vertical, a distribuição uniforme e a participação da luz no reconhecimento da forma tridimensional do objeto, são igualmente importantes.
Há níveis de iluminância recomendados.Para os que atuam na partida(jogadores, juízes e treinadores),300 lux seriam suficientes, garantindo conforto visual e reduzindo drasticamente o ofuscamento. Já para os espectadores, 750 lux são necessários para uma boa visão, mesmo que o campo fique mais distanciado, como é o caso de pistas de atletismo. A transmissão de TV, normalmente exige 1400 lux.

Iluminância horizontal

Uma iluminâancia horizontal adequada é importante para criar o devido contraste do objeto do jogo e jogadores ou atletas com relação ao fundo. Além do mais, determina o estado de adaptação do olho. A iluminância necessária depende do nível do jogo, da velocidade da bola ou outro objeto(a movimentação rápida dos jogadores também deverá ser condiderada), além da distância máxima entre os jogadores e cada um dos jogadores e a bola durante o jogo.

Iluminância vertical

A iluminância vertical é essencial para o reconhecimento dos objetos.Especialmente em torneios e jogos profissionais com grande número de espectadores, bem como em competições televisionadas. É considerada num plano vertical perpendicular sobre a linha de visão do espectador.

Uniformidade

A iluminância horizontal deve ser uniforme de maneira que toda a área fique bem iluminada. A uniformidade vertical é igualmente necessária para tornar os jogadores bem visíveis em qualquer ponto do campo.
Uma boa qualidade de uniformidade é conseguida através de uma focalização adequada dos projetores. Para isso, deve-se utilizar um software próprio para este tipo de aplicação, através do qual se pode simular os prováveis resultados da luz.
Após a obtenção de uma uniformidade teórica adequada através de simulação com o software, basta repetir estes pontos de focalização no campo de jogo.
Quanto mais uniformidade de luz melhor para a prática de esportes e melhor para a transmissão.

Ofuscamento

Os fatores que influenciam no ofuscamento são: posição, altura de montagem e pontos de focalização dos projetores individuais; intensidade luminosa e distribuição de luz dos projetores e eventuais acessórios; o estado de adaptação do olho, produzido pela iluminância do fundo.
O ofuscamento é evitado com os devidos conjuntos de projetores, lâmpadas e reatores, instalados em posições e alturas convenientes, mas nunca é eliminado totalmente.
Em campo de treinamento, a linha imaginária que liga o ponto mais alto do poste ao centro do campo deve fazer um ângulo com a superfície do campo de no mínimo 21 graus. Em campos com o televisionamento, este ângulo deve ser de no mínimo 25 graus. Desta maneira, determina-se a altura dos postes a ser utilizada.
Outro fator para evitar ofuscamento é a escolha de projetores de aberturas óticas adequadas. Em postes laterais ou próximos das laterais do campo, deve-se optar por modelos de facho aberto. Já nos que ficam nas diagonais ou laterais distantes, é indicado o uso de projetores de facho assimétrico.
Além dos postes, costumam ser instalados também projetores nas catenárias, ao longo de marquises ou em estruturas criadas para esta finalidade.
Não é aconselhável a iluminação indireta em ginásio de esportes, uma vez que este tipo de sistema é ineficiente e, consequentemente, antieconômico. O correto é a utilização de sistemas adequados e que ofereçam conforto visual, além da eficiência.

Lâmpadas

As lâmpadas mais recomendadas são as de vapor metálico alta pressão, com temperatura de cor de 5800K (que corresponde à luz do dia), sendo aceitáveis 4000K.

Tendências

A tendência no que diz respeito à iluminação esportiva é o desenvolvimento de projetos luminotécnicos integrados à moderna arquitetura dos espaços, com o uso de equipamentos cada vez menores, mais leves e eficientes.


Fonte: Lume Arquitetura

Nenhum comentário:

Postar um comentário